Ministro e governadores discutem criação de organismo permanente para integrar forças policiais federais e estaduais

Do portal do Governo do RJ

reuni

BRASÍLIA – O governador Luiz Fernando Pezão participou, nesta quarta-feira (07/01), de uma reunião com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e os governadores de São Paulo, Geraldo Alckmin, do Espírito Santo, Paulo Hartung, e de Minas Gerais, Fernando Pimentel, para discutir a criação de um organismo permanente para integrar as forças policiais federais e estaduais e combater a criminalidade na Região Sudeste.

Os secretários de Segurança Pública dos quatro estados estarão reunidos nos próximos dias com representantes das polícias civis e militares, Corpo de Bombeiros e demais gestores da Segurança Pública para, em uma semana, apresentar um modelo de composição do grupo operacional visando a definir as ações integradas. A determinação do Governo Federal é também de total articulação das forças federais e Exército.

Durante o encontro, realizado no Ministério da Justiça, em Brasília, também foi estabelecida a implementação de uma operação policial integrada, que será planejada entre os quatro estados, com foco no combate ao crime organizado, tráfico de drogas e armas e crimes contra o patrimônio. O Ministério da Justiça também recebeu uma série de sugestões para a composição da Proposta de Emenda Constitucional (PEC), a fim de mudar o texto da Constituição que trata da Segurança Pública e dar maior autonomia para a União auxiliar os estados.

No dia 21 de janeiro, os secretários de Segurança se reunirão com o ministro da Justiça, no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), no Rio de Janeiro, para discutir os projetos.

– Vamos criar uma organização permanente para integrar as ações policiais dos estados da Região Sudeste, reunindo as secretarias de Segurança e o Ministério da Justiça. Encaminharemos nesta quinta-feira para as secretarias estaduais uma sugestão de como será a estrutura dessa organização. No prazo de uma semana, os estados farão análises e sugestões. Depois da reunião no Rio de Janeiro, vamos iniciar o planejamento e a operação – explicou Cardozo.

Para o governador Luiz Fernando Pezão, a cooperação do Governo Federal é fundamental para avançar no combate à criminalidade.

– Segurança Pública não é um problema só dos estados, é um problema de todo o Brasil. Precisamos dos recursos do Governo Federal, por exemplo, para reforçar o monitoramento por câmeras nas cidades da Região Metropolitana. No fim do ano passado, entregamos ao presidente do Senado, Renan Calheiros, sugestões para adaptar a legislação à realidade em que vivemos, hoje, no Rio de Janeiro. Para acelerar essas leis, precisamos ter o Congresso ao nosso lado – afirmou Pezão.

– Foi uma reunião extremamente proveitosa, importante. Esse é o bom caminho, de unir inteligência – observou o governador Geraldo Alckmin.

De acordo com o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, a iniciativa vai permitir um salto de qualidade na Segurança do Sudeste.

– Este é o começo de um trabalho permanente de integração, somando esforços e experiências – disse Pimentel.

Para o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, a cooperação vai dar mais poder aos estados para enfrentar problemas como o tráfico de armas e drogas.

– Essa iniciativa é importante para um país mais tranquilo – completou Hartung.

As informações são do portal do Governo do Rio de Janeiro.

[Foto: Carlos Magno]

Anúncios

Os comentários são de única responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do editor do blog. Se achar algo que viole nossos termos de uso, nos avise.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s