Atentado contra promotor de Justiça de Minas Gerais provoca reação institucional em todo o país

Do portal do MPPR

DSC_1695_2Representantes do Ministério Público de todo o país se reuniram na tarde desta sexta-feira, 27 de fevereiro, em Uberlândia (MG), para um ato público em repúdio ao atentado sofrido pelo promotor de Justiça mineiro Marcus Vinícius Ribeiro Cunha. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo na noite do último dia 21, quando deixava a sede do Ministério Público de Monte Carmelo, onde estava em plantão. O promotor de Justiça, que foi hospitalizado, recebeu alta nesta quarta-feira (25).

O ato contou com a presença do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de integrantes do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG), da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC/CNPG), e de procuradores e promotores de Justiça dos MPs de todo o país, além de autoridades do Judiciário, da Ordem dos Advogados do Brasil e das polícias Federal, Civil e Militar.

O Ministério Público do Paraná foi representado pelo procurador de Justiça Leonir Batisti, coordenador estadual do Gaeco e integrante do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC/CNPG). “A violência contra o promotor é um atentado ao Ministério Público brasileiro, a todas as instituições de segurança, e, principalmente, ao Estado Democrático de Direito”, disse Batisti.

CNPG – O atentado contra o promotor de Justiça mineiro foi o tema central da reunião ordinária do Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais dos Estados e da União (CNPG), realizada na última segunda-feira, 23, em Brasília, da qual participou o procurador-geral de Justiça do MP-PR, Gilberto Giacoia. Durante as discussões do colegiado, foi deliberada a realização do ato público nesta sexta-feira (27), em repúdio ao fato, com a convocação de reunião extraordinária do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC). As informações são do portal do Ministério Público do Estado do Paraná (MPPR).

Anexo:

[Foto: Alex Lanza/MPMG]

Anúncios

Os comentários são de única responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do editor do blog. Se achar algo que viole nossos termos de uso, nos avise.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s