ADPF e Ampol acompanham aposentadoria policial no STF

Do portal da ADPF

7462_Sem titulo2A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) e a Associação das Mulheres Policiais do Brasil (Ampol), representada pela Delegada Federal Creusa Camelier e outras 30 policiais femininas se reuniram com o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes.

A audiência com o relator aconteceu no dia 29 de abril e serviu para discutir sobre as ADIs 5129/14 e 5241/15, onde o Partido Social Democrata Cristão (PSDC) e Associação dos Delegados de Polícia do Brasil (Adepol), questionam a Constitucionalidade da Lei Complementar 144/14.

De acordo com as entidades, a decisão proferida pelo STF no julgamento da ADI 3817/2006 a qual teve como relatora a Ministra Carmem Lúcia, esclarece os questionamentos. Com essa decisão entende-se que a Lei Complementar 51/1985 foi recepcionada pela Constituição de 1988 a qual encontra-se vigente com a nova roupagem objetiva e atualizadora pela clareza na questão de gênero que lhe deu a Lei Complementar 144/2014, guardando os mesmos critérios e a mesma finalidade proposta quanto se sua edição original, de iniciativa do Executivo. As informações são do portal da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF).

Anexo:

[Foto: Reprodução/ADPF]

Anúncios

Os comentários são de única responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do editor do blog. Se achar algo que viole nossos termos de uso, nos avise.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s