Advogados da União, fiscais do trabalho, fiscais do Ibama e até caminhoneiros poderão ter porte de armas

Relatório sobre desarmamento deve ser votado no dia 24

Da Agência Câmara Notícias

A votação da proposta que flexibiliza o Estatuto do Desarmamento (PL 3722/12) ficou para a próxima quinta-feira (24). O relator Laudívio Carvalho (PMDB-MG) fez alterações em seu parecer e, a pedido de outros parlamentares, comprometeu-se a receber outras sugestões para finalizar um novo texto.

O relatório permite o porte de armas para várias categorias trabalhistas, como integrantes da Advocacia Geral da União (AGU), fiscais do trabalho, fiscais do Ibama e caminhoneiros. Uma das mudanças que ele fez no texto foi a retirada dos taxistas da lista.

“Depois de uma discussão exaustiva, nós entendemos que poderíamos retirar os taxistas, uma vez que há hoje um sentimento muito grande de que taxistas e ‘uber’ têm discutido nas ruas, o que isso poderia provocar um desacerto em algum momento, poderia provocar uma discussão terminando de uma forma mais violenta.”

O relator afirmou que vai manter no texto a redução de 25 para 21 anos como idade mínima para o cidadão poder adquirir arma de fogo ou ter o porte, e o limite de 50 munições por ano para cada arma. O texto original previa 50 munições por mês. Quanto ao registro, é definitivo, mas o porte passa a ter validade de dez anos.

Teste psicológico

Atualmente pelo estatuto, para adquirir registro e porte, o candidato a ter uma arma precisa passar por teste psicológico e de manuseio. O relator estabeleceu para o registro a necessidade de teste de manuseio e psicológico e, para o porte, teste psicológico, 10 horas-aula teórica e prática seguidas de outro teste. O texto também prevê a retirada do porte de pessoas flagradas dirigindo sob efeito de álcool ou outras drogas.

O deputado Ivan Valente (Psol-SP) acha que é necessário mais tempo para análise. “Nós não conhecemos as mudanças que foram feitas pelo relator. Pelo contrário, ele adiou por 15 dias a apresentação do relatório, apresentou o relatório, nós pedimos vistas e agora ele diz que mudou o relatório. Então nós queremos de novo ver o que foi mudado.”

A reunião da comissão especial para votar o relatório do projeto que flexibiliza o Estatuto do Desarmamento está marcada para a próxima quinta-feira (24). As informações são da Agência Câmara Notícias.

Anúncios

2 opiniões sobre “Advogados da União, fiscais do trabalho, fiscais do Ibama e até caminhoneiros poderão ter porte de armas

  1. O desarmamento causou indignação social familiar que ficou refém de ladrões de toda a espécie: principalmente quem tem que sair a noite para trabalhar ou ir passear com a família. O porte de arma tem que ser para todas pessoas de bem sem passagem criminais ou históricos violentos. Armado você pode advertir um criminoso em assalto, desarmado ele te mata. Um marginal vai pensar antes de assaltar alguém. Armas não mata nas mãos de responsáveis adverte.

    Curtir

Os comentários são de única responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do editor do blog. Se achar algo que viole nossos termos de uso, nos avise.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s