Justiça paulista recebe primeiro inquérito policial digital

Do portal do TJSP

Com a conclusão do projeto “100% Digital”, desde 30 de novembro o Tribunal de Justiça de São Paulo não recebe mais nenhuma nova ação em papel. No caso dos processos criminais, se a denúncia é recebida, o próprio Judiciário digitaliza o inquérito policial (IP). Mas esse procedimento está com os dias contatos.

Na última sexta-feira (18), foi recebido na Vara da Violência Doméstica e Familiar do Foro Regional do Butantã (foto), na Capital, o primeiro IP digital. O resultado é fruto de parceria da Secretaria Estadual de Segurança Pública – por meio da Polícia Civil – com o TJSP, que permitiu a comunicação entre os sistemas das duas instituições.

Trata-se de projeto-piloto na 3ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). A partir de 7 de janeiro, quando a vara retoma as atividades após o recesso (nesse período há atendimento no plantão judiciário), todos os procedimentos da 3ª DDM serão encaminhados em formato digital. Em média, a unidade instaura 40 IPs por mês.

A ideia é que, a partir da análise dos dados do projeto-piloto, o sistema seja expandido para as demais delegacias. Atualmente o Judiciário paulista conta com mais de 1,5 milhão de processos criminais em andamento. As informações são do portal do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP).

Anúncios

Os comentários são de única responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do editor do blog. Se achar algo que viole nossos termos de uso, nos avise.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s