Reforma da Previdência não reconhece atividade de risco exercida por policiais como fator para aposentadoria. Você concorda?

Do Blog do Delegado

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16, que trata da reforma da Previdência, não reconhece a atividade de risco exercida por policiais como fator especial para aposentadoria. A reforma, que foi enviada pelo governo federal ao Congresso no fim do ano passado, propõe estabelecer a idade mínima de 65 anos para a aposentadoria de policiais civis, federais, rodoviários federais, guardas municipais e agentes penitenciários e 49 anos de contribuição, pelo menos, para que esses profissionais possam receber o benefício de forma integral.

Você concorda com essa proposta? Responda nossa enquete.


Conheça a íntegra da PEC 287/2016.

Veja também:

[Foto: Marcello Casal Jr./ABr]

Anúncios